Enhanced People

Por que  algumas pessoas conseguem resultados melhores que outras?

Porque algumas ficam esperando a sorte enquanto outras se dedicam para criar Boa Sorte.

- A sorte não dura muito tempo pois não depende de nós. Mas a Boa Sorte dura para sempre, e nós a criamos.

- O que precisamos para criar Boa Sorte? Força de vontade e persistência, além de uma dose de ousadia.

- As pessoas bem-sucedidas não pertencem a uma raça distinta, o que as diferencia é sua atitude. O importante é perguntar a si mesmo: o que elas fazem que eu não faço?

- A Boa Sorte não é algo externo nem ligado ao acaso, e sim algo que só pode ser promovido pela própria pessoa, criando o que não existe, buscando o que não se sabe.

E aí, vai ficar esperando a sorte ou vai se dedicar para criar a sua Boa Sorte?

Baseado no livro A Boa Sorte, de Álex Rovira e Fernando Trías de Bes

Não sou fascinado por leitura, sou fascinado por conhecimento e nos livros estão os maiores e melhores. Se estivessem na TV, assistiria TV, se estivessem no Facebook, ficaria mais no Facebook. Não estão, então fico mais nos livros, subo elevador lendo livro, ando pela rua lendo livro, não terminei dez livros, compro mais dois, não tenho tempo de ler, copio no celular, compro áudio-livro e ouço no carro, mas leio, todos os dias, sem preferência de lugar. Livro é a única coisa, absolutamente a única coisa no mundo, que compro sem fazer conta. Já reduzi prato para gastar menos, ando de metrô para economizar mas nunca fiz uma conta para comprar livro, e nunca comprei um só livro que não tivesse me trazido um lucro muito maior do que o custo dele.

O que você lê implica no que você faz, assim, parte do que você é hoje é apenas resultado do que você leu nos últimos anos, e certamente, do que não leu.

Quer viver um futuro diferente? Crie esse futuro, e comece agora! Não é para deixar para amanhã, se quer, vá fazer. Como ouvi do amigo Roberto Shinyashiki na última sexta: “Tem gente que prefere chorar do que trabalhar.” Tem razão Roberto. Simplesmente tudo que você tem ou é hoje é consequência do que você fez no passado. Tudo que terá será consequência do que está fazendo ou vai fazer.

Não precisa acreditar em mim, gostar ou não não gostar do que penso, falo ou escrevo, só olhe resultados de quem pensa e age assim. Há sempre dois relógios na nossa vida, um que não para nunca e outro que recomeça a cada segundo. Decida você para qual olhar e o que quer fazer.

Sucesso!

Alessandro R Gonçalves

Entrevista na rádio CBN na manhã de hoje com uma disposta senhora, sobre terceira idade:

“-Quantos anos a senhora tem?
-Noventa e três anos.
-E o que a senhora aconselha aos jovens?
-Que vivam a vida, que se atualizem, que estudem.
-E a senhora estuda?
-Sim! Faço cursos para terceira idade na PUC, são palestras e cursos diversos.”

Vejo gente com quarenta anos reclamando que está velho, que deixou de viver, deixou de estudar. Vou dar uma boa e uma má notícia para quem faz isso:

A boa: você vai viver por pelo menos mais 50 anos.

A má: você vai reclamar por pelo menos mais 50 anos.

Então, é parar de lamentar e fazer o que tem que ser feito, a vida não respeita intenção, é preciso que haja ação!

“Quem quer faz, que não quer arruma uma desculpa.”

É só procurar. Nunca na história tivemos tantas oportunidades. Google, agora!

Sobre a PUC Terceira Idade

 

 

Faço muitos cursos, gosto, preciso deles, me mostram novos caminhos. Posso não aprender tudo neles, mas compreendo o que precisarei buscar para saber mais. No mínimo eles me mostram o que ainda não sei, e são sempre ótimos.

Metade faço pra reforçar ou aprimorar algo que já sei, mas a outra metade, inspirado pelo amigo Roberto Shinyashiki, faço pra ser o ‘pior aluno da sala’, pra me colocar em lugares em que sou o que menos sei, entro sabendo que terei que me esforçar ou ficarei para trás, mas sabendo que no fim sairei tendo aprendido muito.

Assim, guarde isso, quando você é o que mais sabe, você é o que menos aprende, então faça a mesma coisa, coloque-se sempre em lugares em que você é o que menos sabe, aprimore-se sempre na sua área mas vá procurar cursos em áreas diferentes da sua, abra sua cabeça, comece a entender sobre outras coisas, você só tem a ganhar.

De vez em quando alguém me pergunta como consigo ler  tanto…

Primeiro: não leio tanto, ou pelo menos leio muito menos do que gostaria. Da minha pilha de livros a serem lidos, há pelo menos 5 que seriam ‘pra ontem’, que são obrigatórios, o que faz com que eu sinta que estou perdendo algo a cada dia que vejo que estão ali e ainda não sei tudo que eles contêm. Os dias passam e simplesmente não termino, se conseguisse ler o que gostaria, pelo menos estes seriam terminados rapidamente. 

Segundo: não vejo TV em casa, ou vejo em apenas raríssimas ocasiões. Não gosto muito e acho que ganho muito mais lendo. Não sou totalmente contra a TV, mas sou totalmente contra não ler, e se é pra escolher, tá escolhido. É fantástico o conhecimento que conseguimos num livro que custou apenas alguns reais. É a oportunidade de se aprender em 20 horas o que o autor demorou 20 anos, gastando 20 reais. Não sou maluco por livros, sou maluco por conhecimento, tanto que em algumas ocasiões prefiro podcasts e áudio livros, e se houvesse na TV programas que trouxessem o mesmo conhecimento, provavelmente eu também ficaria no sofá vendo aquilo…

Agora, falando em ser contra ou a favor, e misturando os assuntos, afinal faz tempo que não escrevo por aqui, outro dia estava pensando sobre como vejo o gasto com supérfluos. Não gasto dinheiro à toa, gosto de algumas coisas caras mas sei a hora certa de gastar. Geralmente até gasto bastante com cursos, treinamentos, seminários (e livros!), até porque não acho que isso seja um gasto, mas enfim, cada um pensa como quiser.

Isso não quer dizer que eu seja totalmente contra gastar com supérfluos. Por exemplo, gosto demais de carros e motos, mas nem por isso desperdiço dinheiro com essas coisas. Estou sem moto há 3 anos, meu carro tem 11 anos e simplesmente não acho que devo trocá-lo, pelo contrário. Não vejo problema algum em gastar bastante grana numa coisa que você gosta, mas faça com que seu dinheiro gere mais dinheiro e então use esse ‘dinheiro gerado’ pra comprar o que você quer. O problema é quando se pega boa parte do dinheiro do salário, do rendimento mensal, e se enfia num carro caro que você quer mas não precisa, quando se assume uma prestação, pagando juros, de algo comprado só pra satisfazer um desejo que não era uma necessidade real. Agora, se você conseguiu gerar dinheiro usando de maneira inteligente o que ganha mensalmente, compre o que quiser se for pra trazer felicidade.

Com isso, cada um precisa encontrar o seu caminho, e o primeiro passo é garantir o investimento mensal, tirando a primeira parte, logo ao receber, pra ‘pagar’ pra você mesmo. Não adianta dizer que não sobra, se esforce pra ganhar mais ou se esforce pra gastar menos, não tem outro caminho. Sobra mas não sabe o que fazer? Aprenda, cuide bem da sua própria vida, afinal é nela que você estará vivendo daqui há alguns anos. Não tem a mínima ideia de como fazer nada disso? Ah, isso aprendo nos livros que leio em vez de ver TV.

O que desejo em 2012 para você:
Desejo que você perceba que não basta que EU queira o seu sucesso.
Que você entenda que VOCÊ tem que querer o seu sucesso.
Que entenda que desejar, querer, é importante, mas é pouco.
Desejo que você perceba que quero coisas maravilhosas para a sua vida.
Mas que coisas maravilhosas são resultados das SUAS ações.
Desejo que perceba que precisa DECIDIR nunca mais aceitar algumas coisas ruins que já viveu.
E que entenda que DECIDIR neste caso quer dizer eliminar totalmente a possibilidade de algo acontecer de novo.
Que significa dizer para você mesmo, que ‘nunca mais vai admitir que algumas coisas voltem a acontecer com você!’.
Que perceba que seus resultados virão, quando VOCÊ agir.
Que perceba que tem sim que querer, mas que precisa FAZER.
Que entenda que não há espaço para desculpas, que não há espaço para preguiça, mas há espaço para atitude!
Desejo que perceba que são as suas ações que vão trazer os seus resultados maravilhosos.
Que a sua vida seja fantástica daqui pra frente.
É o meu desejo, é o seu novo começo…
Feliz 2012, esse ano é nosso, esse ano é MUITO nosso!

Tags:

De vez em quando é bom não saber tudo…

Quando ganhei a primeira câmera fotográfica do meu pai, ele me explicou sobre a abertura e velocidade pra tirar fotos com um filme ASA 100 num dia de sol, sem excesso de luz. Ao longo de anos fui ajustando manualmente a câmera pra cada foto que tirava (e só dava pra saber se estava certo depois de revelar).

Quando cheguei ao futebol, com vinte e poucos anos, ninguém me disse que o natural naquela época era falta de controle, falta de informação. Passei anos criando softwares e procedimentos pra organizar todas as informações que encontrei pelo departamento, com controles específicos pra cada situação, relatórios de acompanhamento, materiais pra melhorar a comunicação, integrar setores, etc.

Se tivessem me falado que a câmera tinha um modo automático, o que aprendi anos depois, ou que o normal lá em 1996 era o futebol ser uma bagunça, o que também aprendi anos depois, talvez eu nunca tivesse aprendido, nem a tirar fotos, nem a criar tantas formas pro controle de informações.

Ainda bem que não me falaram nada… Conhecimento é essencial, mas a ignorância às vezes é útil.

Visitantes

Categorias

Blog Stats

  • 18,488 hits

RSS ePeople

Do Dicas e Fatos

Dicas e Fatos - Meu dinheiro Dicas e Fatos - Meu computador

AlessandroGon

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: